A importância de respeitar os limites da linha na redação

Um dos principais erros de candidatos a vestibulares e concursos é o de não respeitar os limites da linha na redação. Embora, aparentemente seja um detalhe, essa ação pode afetar não apenas a estética, como também a compreensão do que está escrito ao longo do texto. Neste artigo, daremos algumas dicas de como evitar ultrapassar essa quantidade máxima.

Conteúdo produzido por Corrija-me - Correção de Redação Em Redação Dissertativa

Você já cometeu o erro de escrever demais e não respeitar os limites da linha na redação? Embora ainda seja muito comum, esse é um erro que pode comprometer não apenas a estrutura e estética da sua redação, como também pode zerar a prova.

A grande maioria dos vestibulares e concursos estabelece o limite de 30 linhas para a escrita da redação, sendo ela no modelo dissertativo-argumentativo. Vale ressaltar, contudo, que, para todos os casos, existe um limite nessa quantidade, que pode ser indicado no manual anteriormente e/ou reforçado nas instruções da redação.

Deve-se levar em consideração também que a capacidade de o candidato escrever com objetividade, concisão e clareza são atributos muito valorizados. Soma-se a isso o fato de que ultrapassar esse limite pode resultar na perda de pontuação ou na anulação. Acompanhe o artigo e saiba mais sobre a importância de se respeitar os limites de linhas na redação!

Antes de tudo, leia o Manual de Redação

Em primeiro lugar, para respeitar o máximo de linhas na redação, você deve entender qual é esse limite. Ainda que, na maioria dos casos, não se possa ultrapassar as 30 linhas, você deve conferir o Manual de Redação completo do vestibular ou concurso de que irá participar. Desse modo, estará ciente não apenas desse aspecto, como também de outros detalhes importantes para a sua produção textual.

Muitos participantes desejam demonstrar que possuem conhecimento sobre o assunto ou simplesmente pecam por não organizarem o que será dito e ultrapassam essa quantidade. Lembre-se, contudo, que se existem 30 linhas para você escrever, é porque esse é o suficiente para que você redija uma boa redação. Por isso, atente-se e não ultrapasse a quantidade!

Aulas ao vivo de redação

Por que você deve respeitar os limites da linha na redação?

Como foi dito acima, respeitar esses limites faz parte da regra. Um bom texto não precisa ser longo, mas sim, demonstrar as ideias de forma clara e objetiva. Essas são habilidades que o corretor deseja identificar em você. 

Além disso, esse é o momento ideal para que você demonstre que sabe como organizar e aproveitar bem o espaço do texto. Afinal, o candidato deve ter a capacidade de estruturar bem as ideias. 

Vale ressaltar também que, se você não se organizar, é possível que as letras fiquem “apertadas” no final da folha e isso prejudique não só a compreensão – pois poderão ficar ilegíveis – como também a estética da redação. 

Uma das possíveis consequências é a perda de pontos, seja por afetar a estrutura, seja por apresentar incoerência no texto. 

Respeitar os limites da linha na redação

Dicas para respeitar os limites da linha na redação

Ainda que exista a possibilidade de ultrapassar os limites disponíveis para a redação, existem algumas técnicas que podem ajudar a evitar esse erro. Por isso, selecionamos as principais formas de respeitar essa quantidade máxima. Veja a seguir:

Organize bem as informações

Planejamento é tudo em uma produção textual! Se você deseja respeitar os limites de linhas na redação, esse recurso também será muito eficiente. Por exemplo, se existe uma folha de rascunho à sua disposição, use-a ao seu favor! Muitas pessoas acreditam que é perda de tempo, mas, acredite: isso pode evitar muitos erros. 

Sendo assim, é possível que você anote seus argumentos, estruture bem os parágrafos em introdução, desenvolvimento e conclusão e saiba exatamente como conduzir seu texto. Além disso, caso você tenha uma ideia de quantas linhas usar para cada parágrafo, isso pode ajudar para que você evite ultrapassá-las.

Treine bastante a escrita

Sempre vale a pena reforçar a importância de treinar a escrita. Isso porque é a partir da prática que você aprenderá a montar a estrutura adequada da redação. Ao longo do tempo, você terá uma ideia quase que automática de como deve montar seu texto. 

Claro, os argumentos mudam de acordo com cada tema, contudo, a estrutura permanece a mesma. Se a sua mente já estiver preparada para organizar os parágrafos e linhas, ponto para você! Além de economizar tempo, evitará ultrapassar os limites de linhas. 

Fora isso, treinar a escrita possibilita maior conhecimento e poder de argumentação, fixação de ideias, repertório sociocultural e linguístico, e muito mais. 

Faça divisões silábicas

Por último, mas não menos importante, uma estratégia de organização é fazer divisões silábicas. Embora pareça simples, muitos candidatos deixam de fazer ou o fazem de maneira inadequada. O que acontece muito, é o caso de ultrapassarem o limite da margem para não precisarem fazer essa divisão. 

Isso é, nada mais, nada menos, do que o resultado de um hábito. E, como já diz o ditado, costume de casa, vai à praça! Desse modo, evite, em qualquer circunstância, prosseguir com a palavra, se tiver chegado à margem direita. 

Conclusão 

Por fim, após entender a importância de se respeitar os limites de linhas na redação, lembre-se de levar esse conteúdo para a vida! Se, antes você evitava a divisão silábica, saiba que, daqui para frente, esse é um recurso necessário para a construção de uma redação.

E mais: para ajudá-lo nessa prática, a Corrija-me – Plataforma de Correção de Redação  possui professores altamente qualificados que podem corrigir e revisar seus textos. Além disso, temos dicas e aulas exclusivas para os nossos alunos e estamos sempre nos atualizando para prepará-los de forma adequada. Se você deseja se sair bem na redação do vestibular ou concurso, pode nos acionar! 

Gostou do conteúdo? Compartilhe para que outras pessoas saibam da importância de respeitar os limites de linhas na redação!

COMENTÁRIOS:

Nenhum comentário foi feito, seja o primeiro!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.