Como funciona o Sisu

Compreender como funciona o Sisu é fundamental para os estudantes que desejam entrar em uma universidade pública. Os candidatos devem se inscrever com a nota do Enem pelo site oficial do MEC.

Conteúdo produzido por Corrija-me - Correção de Redação Em Bancas e suas Redações

Entrar no curso almejado é o desejo de muitos estudantes que estão finalizando o ensino médio. Soma-se a isso a busca por realizar o curso em uma universidade pública. 

Essa maior procura pelas instituições públicas ocorre tanto devido à grande valorização das mesmas no mercado de trabalho, quanto pelas diversas possibilidades para o estudante que busca se desenvolver profissionalmente. Além disso, as mensalidades são gratuitas, o que promove uma maior atratividade, inclusive pelos alunos que não têm condições de arcar com as despesas da faculdade particular.

Nesse sentido, o estudante que deseja entrar em universidades públicas, deve usar sua nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Para isso, é fundamental a compreensão de como funciona o Sistema de Seleção Unificada (Sisu). Acompanhe o artigo e saiba mais! 

O que é o Sisu? 

sisu

O Sisu é um processo de seleção para alunos que desejam ingressar na universidade pública, sob direção do Ministério da Educação (MEC). Trata-se de um processo completamente virtual e informatizado, em que há a classificação a partir da nota do Enem. 

Todos os anos, as inscrições são abertas duas vezes. Geralmente, esse período engloba o início e o final do ano, em que são usadas as notas correspondentes à prova do  Enem realizada no ano anterior. 

Como funciona o Sisu?

O indivíduo que deseja se candidatar a uma vaga na universidade pública, deve estar atento ao período de abertura e como funciona o Sisu. Embora as inscrições, geralmente, sejam abertas no mês de janeiro, pode ser diferente de ano a ano. Por isso, é importante estar atento à divulgação do cronograma no site oficial.

Como fazer a inscrição no Sisu?

Afinal, como fazer a inscrição no Sisu, na prática?

Após a abertura do Sisu, é preciso realizar a inscrição com os mesmos dados de login e senha utilizados no Enem anterior. Em seguida, é preciso definir alguns detalhes, como por exemplo:

  • Curso de sua escolha (1ª opção e 2ª opção);
  • Universidade;
  • Turno;
  • Modalidade em que você concorrerá (inscrição por ampla concorrência ou cotas). 

A partir disso, o Sisu exibe, de forma automática, as notas que o candidato obteve na prova do Enem e faz a seleção dos melhores colocados, de acordo com os candidatos que escolheram as mesmas opções. Ainda durante o período de inscrições, o candidato pode alterar os dados, como por exemplo o curso ou faculdade escolhida. Após essa etapa, as vagas são preenchidas e já não é mais possível alterar as escolhas. 

Sendo assim, quanto maior a sua nota, maiores são as chances de ser classificado no curso de escolha. Os candidatos que forem selecionados, devem realizar a matrícula no prazo definido, de acordo com a instituição em que foi classificado. 

Correção de redação

Qual é a nota mínima necessária para realizar a inscrição?

Outro item importante para entender como funciona o Sisu, é a nota mínima para acessar o Sisu e realizar a inscrição. Assim como em outros vestibulares, existe uma exigência prévia para esse aspecto. Nesse caso, o candidato não deve ter obtido zero na nota do Enem. 

Algumas universidades e vagas, no entanto, podem exigir valores específicos acerca de notas mínimas. Mas, não se preocupe! Essa informação estará explícita no site do Sisu. 

Já as “notas de cortes parciais”, ou seja, as notas mínimas necessárias para aprovação, são divulgadas durante o período de inscrição no Sisu. Funciona como uma ideia de nota mínima para a entrada do curso, de acordo com as notas dos candidatos já inscritos. É, basicamente, um indicativo para que o candidato avalie a possibilidade de entrar nas vagas desejadas. 

Caso conclua que não conseguirá, pode haver alteração de curso, ou até mesmo, de universidade por outra em que sua nota seja aceita. Vale ressaltar também, que todos os dias, essa nota de corte pode ser modificada, de acordo com a inscrição de novos candidatos. Por fim, após o período de inscrição, o Sisu divulgará as notas de corte finais – ou seja, que já não podem mais ser modificadas. 

Divulgação do Resultado – Como saber se passei ou não no Sisu?

Resultado do SISU

Por fim, chegamos ao momento mais esperado e motivo da ansiedade dos candidatos: a divulgação do resultado final. Geralmente, esse resultado é publicado uma semana após as inscrições terem sido finalizadas, a fim de que haja a computação adequada das notas. As consultas devem ser realizadas no site do Sisu. 

Ao verificar a nota, saiba que, independente do resultado, você fez tudo o que estava ao seu alcance. Ademais, vamos as possibilidades. 

Fui aprovado. Qual é o próximo passo?

Caso o resultado tenha sido aprovado no curso e universidade escolhida, nossos parabéns! 

A próxima etapa será coletar os documentos necessários e verificar o que será preciso para realizar sua matrícula na instituição escolhida. Lembre-se de manter a atenção aos prazos, pois, caso você não realize sua matrícula, perderá a vaga pela qual se dedicou tanto para conquistar. Em algumas instituições, pode ser necessário realizar outros processos de seleção. Atente-se a isso!

Lista de Espera

Caso o aluno não seja aprovado na primeira chamada, ainda existem outras oportunidades pela frente. Exemplo disso é o caso do candidato que ficou na lista de espera. 

Muitas vezes, há uma série de desistências nos cursos, e quanto mais perto você estiver da nota de corte, mais você terá mais chances de entrar no curso de sua escolha. 

Não fui aprovado. O que posso fazer?

Embora esse não seja o resultado esperado, é mais comum do que se imagina. E mais: existem outras possibilidades, como a bolsa de estudos no Programa Universidade para Todos (ProUni), financiamento pelo FIES em faculdades particulares, entre outros. Existe uma série de excelentes e renomadas faculdades privadas que oferecem bolsas de estudos.

Além disso, também é possível realizar novamente o Enem e inscrever-se novamente no Sisu no ano seguinte.

Conclusão


Após entender como funciona o Sisu, chegou a hora de se preparar! Realizar uma pesquisa prévia acerca do sistema é importante para que você possa planejar-se com antecedência e saber exatamente como proceder no momento de inscrição.

Durante a jornada de estudos para receber a sonhada classificação no Sisu, é fundamental priorizar a redação. Para isso, a plataforma de redação da Corrija-me oferece planos completos com dicas, correções e revisões de redação. Tudo isso para que você obtenha o preparo necessário para conquistar uma excelente nota na redação do Enem

Confira nossos planos e assine o mais adequado para você! 

COMENTÁRIOS:

Nenhum comentário foi feito, seja o primeiro!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.